Cidade do Cabo, África do Sul: onde ficar? Conheça o hostel Atlantic Point

Atlantic Point
Fachada do Atlantic Point

Fiz minha primeira viagem internacional em 2011 e, desde então, pesquisar hostels é sempre uma etapa do meu planejamento, já que se trata de uma opção mais econômica. Quando decidi que meu próximo destino seria a África do Sul, não foi diferente. Descobri o Atlantic Point, na Cidade do Cabo, e me apaixonei de cara. Aliás, uma boa ferramenta para encontrar acomodações no mundo todo é o HostelsClub. No site da empresa, é possível ler as avaliações de outros hóspedes, algo que você deve levar em consideração antes de bater o martelo. E olha que legal: fazendo um cartão de membro do HostelsClub com um simples cadastro, rola ganhar descontos de até 40%. Vale a pena.

Sobre o Atlantic Point: minha estadia foi excelente. Fiquei numa suíte equipada com TV, aquecedor, cofre, armário, mesa, ventilador e uma cama bastante confortável. A decoração é de bom gosto e o wi-fi funciona perfeitamente. Importante: as tomadas na África do Sul são diferentes, mas não se preocupe, pois há entradas que seguem o nosso padrão.

Atlantic Point
Quarto privativo no Atlantic Point
Atlantic Point
Banheiro do quarto privativo do Atlantic Point

Além disso, o serviço de quarto é feito todos os dias. E eles oferecem toalha na acomodação privada, minha gente! Quem já se hospedou em hostel sabe que, nesse ponto, a maioria peca. Não ter que ocupar mais espaço na mala com esse item é perfeito.

Atlantic Point
Entrada do Atlantic Point

O Atlantic Point também trabalha com acomodações coletivas para quem não quer gastar muito dinheiro. Na baixa temporada, no inverno, a diária de quarto privado com banheiro sai a cerca de R$ 126 e a do dormitório coletivo varia de R$ 69 a 101, dependendo do número de camas.

Todos os quartos do local têm portas com fechadura eletrônica. É só digitar o código e entrar. Achei esse sistema muito cômodo, pois evita aquela preocupação com chaves. Sem contar que, se o seu amigo quiser ficar até mais tarde na rua, não vai rolar briga rs.

Atlantic Point
Corredor que dá acesso aos quartos coletivos do Atlantic Point

A localização é ótima. O hostel fica na Cavalcade Road, bem próximo a mercados e restaurantes, numa área tranquila e segura. Está perto ainda da Table Mountain, da Signal Hill e do Waterfront, principais pontos turísticos da cidade. Aqui vale um parênteses: achei que a cidade, no geral, não oferece perigo. Toda a região próxima ao hostel e às atrações que citei é sossegada. A única parte em que me senti desconfortável foi a Long Street, onde ficam bares e boates. Durante a semana, não é possível andar sem ser seguido a todo momento por uma pessoa insistente pedindo dinheiro. O clima é estranho. Portanto, evite ficar explorando muito essa área.

Para quem viaja sem carro, o estabelecimento disponibiliza os passeios de uma agência de turismo. Um deles é para o Cabo da Boa Esperança, que recomendo muito. Aqueles que alugarem um veículo contam com estacionamento no Atlantic Point.

Outro ponto positivo é o café da manhã, algo que não faz parte da lista de grande parte dos hostels. É simples, mas gostoso: iogurte com frutas e granola, panqueca, muffin, pão de forma, manteiga, pasta de amendoim, geleia e ovo cozido, além de água, sucos e leite. Aliás, é permitido usar livremente a cozinha. Os utensílios ficam disponíveis, mas lembre-se: é necessário lavar a louça. Se fizer compras no mercado, rola guardar na geladeira dentro de uma caixa de plástico etiquetada com seu nome.

Atlantic Point
Cozinha do Atlantic Point
Atlantic Point
Café da manhã do Atlantic Point

Todo o hostel é bem cuidado e limpo. Existem áreas comuns, como salão de jogos (há vários de tabuleiro e também uma sinuca), terraço com churrasqueira, bar, mini campo de golfe e piscina. O Atlantic tem ainda uma sala com dois computadores de uso ilimitado.

O estabelecimento incentiva a interação entre os hóspedes e possui uma agenda de atividades diárias. Num dos dias, por exemplo, acontece o braai, o famoso churrasco africano. Quem quiser pode participar e conhecer gente nova. Tudo preparado por uma equipe muito simpática e atenciosa. E todos os eventos duram até 22h. Então, nada de barulho durante a madrugada.

Tenho a impressão de que existe um senso comum quando se fala em hostels. Eles são considerados lugares sem organização, sujos e desconfortáveis. Isso não é uma regra, pessoal. Há hostels com serviço de alta qualidade, como é o caso aqui. E hotéis que deixam a desejar. Portanto, fica a dica: gaste um tempo analisando também os hostels, pois você poderá ter uma grata surpresa.

LEIA MAIS:

Como chegar à Table Mountain, em Cape Town

Salto de bungee jump na África do Sul

Waterfront reúne os melhores bares e restaurantes de Cape Town

Franschhoek Wine Tram, passeio de trem por vinícolas da África do Sul

Atlantic Point
Churrasqueira
Atlantic Point
Bar do Atlantic Point
Atlantic Point
Bar do Atlantic Point
Atlantic Point
Sala de TV e computadores do Atlantic Point

 

Atlantic Point
Entrada de quartos privativos

*Hospedagem em parceria com HostelsClub. Viagem feita em julho de 2017

17 Respostas

  1. […] grátis no local. Basta seguir pela Tafelberg Road e logo verá espaço. Me hospedei no Atlantic Point e cheguei em 15 minutos de carro. Na África do Sul, o recomendável é alugar um veículo, pois o […]

  2. Que Hotel bonito e organizado, e preço bem em conta e justo. Estive na cidade mas me hospedei em outro que foi caro e não tão bom assim como esse.

  3. Alessandra Fratus

    Muito legal. O quarto e o banheiro parecem ótimos, o café da manhã parece delicioso e a decoração super descolada. Gostei da dica!

  4. Viviane Carneiro

    Adorei o post e as dicas! Tenho muita vontade de conhecer a África do Sul. Dicas anotadas para quando eu puder realizar esse sonho. Bjs

  5. Já tem tempos que deixei meu preconceito de lado em relação a hostels.

    Entendi que tem hostels mais caros de hotéis porque a proposta deles é realmente gerar a interação e isso é ótimo pra quem viaja sozinho ou quem quer aproveitar a viajar pra conhecer pessoas e cultura, consequentemente.

  6. Café da manhã bem nutritivo e tudo muito organizado, ótimo custo-benefício!

  7. Muita gente olha com careta quando eu digo que gosto bastante de hostel e um dos pontos que me faz escolher um é a cozinha! Nao que eu goste de cozinhar, mas economizamos muito com isso. Porém, normalmente em quartos privativos eles oferecem a toalha e fazem a limpeza diària. Ou eu tive sorte, nao sei!
    😉
    Gostei da dica…. tenho começado a me interessar pela Africa do Sul….

    • Eu também tive esses serviços no quarto privativo. Foi ótimo. E sim, é uma bela economia cozinhar no hostel. A África do Sul é encantadora!

  8. Muito simpático esse hostel, uma ótima dica para quem vai viajar para a Africa do Sul.

  9. Achei super organizado e me parecer ser bem confortável, uma ótima dica de hospedagem! O café da manhã parecia delicioso! Adorei =)

  10. Eu achei o hostel muito bacana! Tudo muito bonitinho e organizado, e um café da manhã delicioso! Eu com certeza ia adorar ficar hospedada aí!!

  11. Adorei as dicas. Estamos planejando uma viagem para a Cidade do Cabo em breve. Parabéns pelo post

  12. […] Cidade do Cabo, África do Sul: onde ficar? Conheça o hostel Atlantic Point […]

Deixe uma resposta