Confira as novas regras de bagagens para voos nacionais e internacionais

bagagensAlém de passaporte, vistos, comprovante de vacina etc, os turistas agora também precisam ficar atentos às bagagens antes de viajar. As regras mudaram e, para não ter problemas pouco antes de embarcar, confira o que as principais companhias aéreas determinam.

LATAM:

Voos nacionais da classe econômica e internacionais de/para Brasil nessa mesma classe permitem 10 kg de bagagem de mão. Nos demais voos internacionais, a franquia é de 8 kg na classe econômica. Na Premium Economy e na Premium Business, o limite é de 16 kg.

Em voos dentro do Brasil, você pode despachar uma única mala de até 23 kg. Nos voos domésticos dentro da Argentina, do Chile, da Colômbia, do Equador e do Peru, a empresa dá ao passageiro o direito de despachar uma bagagem de 23 kg.

Nos voos que saem do Brasil ou chegam ao país, é possível levar uma peça de 23 kg na classe Economy ou até três de 23 kg na Premium Economy.

Há uma série de outras restrições de bagagens para os mais variados destinos. Leia no site da empresa.

GOL:

Desde 14 de março, são permitidos 10 kg de bagagem de mão. A partir de 20 de junho, o passageiro só poderá despachar duas bagagens de 23 kg cada na tarifa Gol Premium (disponível apenas para voos internacionais). Nas tarifas Flexível e Programada, apenas uma peça de 23 kg.

Na nova tarifa da empresa, a Light, não se permite despachar bagagens gratuitamente, pois ela é muito mais barata. Com isso, você deve comprar pela internet uma permissão para despachar uma mala de 23 kg por 30 reais ou por 60 se a operação foi feita diretamente no balcão de check-in. Se quiser duas malas, os valores são 50 e 100, respectivamente. No caso de três, 60 e 120 (voos nacionais).

Se for fazer uma viagem internacional, os preços aumentam. Uma peça sai a dez dólares na internet e 20 no balcão. Duas custam 30 e 60; e três, 45 e 90 dólares. Os clientes do programa Smiles contam com uma bagagem de até 23 kg na categoria Prata, duas com esse peso na Ouro, e três na Diamante.

AEROMEXICO:

Para as rotas entre Brasil e México e entre Brasil e Estados Unidos, a companhia permite aos passageiros despachar até duas malas de 32 kg, sem custo adicional, se tiverem bilhete da classe turística. No caso da classe Premier, são três bagagens. As regras são diferentes para outros destinos (veja aqui).

AVIANCA:

Em voos domésticos, o passageiro pode despachar uma peça de 23 kg. Em voos para América Latina, uma peça de 23 kg na classe econômica e duas de 23 kg na classe executiva. Para os Estados Unidos, duas malas de 32 kg cada na econômica e três de 32 kg na executiva. Para mais informações, visite o site da companhia.

AZUL:

Nos voos nacionais, as passagens são divididas em tarifas Flex e Promo. Ambas permitem ao passageiro despachar uma bagagem de até 23 kg. Se sua mala ultrapassar esse limite, você terá que pagar uma taxa. Veja a lista com os valores.

Os clientes do programa de fidelidade Tudo Azul têm franquias diferenciadas, de acordo com a categoria: Topázio, 28 kg; Safira, 33 kg; e Diamante, 38 kg.

Já nos voos para os Estados Unidos e para a Europa, o passageiro pode despachar três bagagens de 32 kg cada na classe Business e duas de 32 kg na Economy. No caso da Promo, não há franquia. É preciso adquirir antecipadamente. Uma mala extra para os Estados Unidos sai a 109 dólares (via site e call center). Duas custam 169 pelo site e 189 dólares pelo call center; e três, 229 via site e 249 dólares via call center. Para a Europa, são os mesmos valores, mas em euros.

No caso de Montevidéu, Punta Del Este, Caiena e Buenos Aires, a tarifa Promo dá direito a uma mala de 23 kg. Na Business e na Economy, é necessário comprar com antecedência pelo site da empresa ou pelo call center. Uma bagagem extra custa 50 dólares; duas são cem dólares; e três, 150.

BRITISH AIRWAYS:

Os passageiros de voos de/para Brasil conseguem despachar duas malas de 32 kg cada nas classes econômica e econômica premium. Na primeira classe, são três peças.

DELTA:

Duas malas de 32 kg cada para as tarifas Basic Economy, Main Cabin e Delta Comfort. Na primeira classe, três peças com esse peso estão liberadas.

EMIRATES:

Para viajar da América do Sul e para ela, é possível despachar dois itens de até 32 kg cada em qualquer classe.

IBERIA:

A empresa não admite malas com mais de 32 kg. Para os voos com origem ou destino Brasil, é liberado despachar duas malas de 32 kg cada. Bagagens adicionais custam 120 euros ou 132 dólares. Para saber das regras alteradas para outros países, acesse o site da Iberia.

TAP:

Os voos do Brasil para Europa e Oriente Médio permitem duas malas de até 32 kg cada em todas as classes. Vale dar uma olhada no site da companhia aérea para saber quais são as novas tarifas para voos intercontinentais que entraram em vigor em 4 de abril de 2017 para viagens a partir de 1º de setembro de 2017.

COPA AIRLINES:

No geral, os voos que saem do Brasil têm franquia de duas peças de 32 kg cada para os bilhetes com tarifa mais barata. Porém, vale checar na página da Copa as determinações específicas para o destino que você procura. Digo isso porque, para a Venezuela, por exemplo, a companhia só permite duas malas de 20 kg cada.

 

LEIA TAMBÉM:

Como reservar seu hostel

Deixe uma resposta