Guia prático de Londres – parte II

postado em: Europa, Inglaterra | 2

dsc_0495Vamos à segunda parte do roteiro de Londres. A primeira pode ser vista AQUI.

Comecei contando que cheguei à tarde e, por isso, resolvi conhecer logo a London Eye (estação de metrô Westminster). No caso de iniciar seu tour pela manhã, visite a roda-gigante bem cedo e depois siga para o Hyde Park. A caminhada é um pouquinho longa, mas, se você estiver querendo explorar bem Londres, vá na fé. Caso contrário, salte na estação Hyde Park Corner do metrô. O parque é uma das opções naturais belíssimas de lá.

O próximo ponto de parada é o Museu de História Natural, que atrai muitos turistas. Funciona das 10h às 17h50m. A entrada básica é gratuita, mas há várias exposições especiais com ingressos a partir de 12 libras. Veja a programação no site. A estação de metrô mais próxima é a South Kensington.

A partir daí, use novamente o metrô até Nothing Hill Gate e conheça o famoso bairro do filme Nothing Hill. Achei o lugar fofo, mas não perderia tempo novamente indo até lá, pois fica distante do burburinho (confira o mapa abaixo).

No dia seguinte, visite a Tower Bridge (estação de metrô London Bridge). O ingresso mais básico sai a nove libras. Se comprar pelo site oficial, tem desconto. Rola caminhar pela London Bridge também. Achei a vista bem legal.

img-20150702-wa0072img-20150702-wa0018img-20150702-wa0023img-20150702-wa0032

Siga para Covent Garden (estação Covent Garden), uma espécie de mercadão onde se concentram vários bares e restaurantes, inclusive um do renomado chef Jamie Oliver, que fica lotado. Muito simpático. É lá que se encontra também o interessantíssimo Museu do Transporte, aberto das 10h às 18h. O ingresso sai a 17 libras (puxado!). Crianças têm gratuidade. Procure ainda andar pelos arredores do Covent Garden. As ruas são uma graça e têm outras opções para alimentação. De lá, vale ir até o bairro Chinatown, que tem mercados, restaurantes chineses e lojas de souvenir. Imperdível!

img-20150702-wa0069img-20150702-wa0073

Para terminar, se jogue na Oxford Street e capriche nas compras, especialmente na Primark. Eu DETESTO gastar tempo de viagem comprando, mas me rendi. É tudo tão barato que rola passar mais de três horas experimentando roupas e escolhendo o que levar. Com 50 libras (cerca de R$ 250), comprei três bolsas, um sapato, dois vestidos e quatro blusas. E tudo de ótima qualidade. Além disso, existem farmácias com vários cosméticos muito desejados.

No próximo post, o último dia de roteiro e algumas considerações gerais sobre a viagem, ok?

londres

2 Respostas

  1. […] dei várias dicas para quem quer conhecer Londres (parte 1 e parte 2). Agora vamos ao último post. Antes, uma observação importante: você deve passar pelo menos […]

  2. […] cerca de cinco horas de carro de Londres, que é sempre uma ótima pedida. Veja as dicas (parte I, parte II e parte […]

Deixe uma resposta