Poço Azul, umas das principais atrações da Chapada Diamantina

postado em: Bahia, Brasil, Sem categoria | 5

ePoço AzulO Poço Azul é uma das belíssimas atrações da Chapada Diamantina, na Bahia. Trata-se de uma gruta onde, através de uma fenda (foto abaixo), incidem raios solares que deixam as águas cristalinas azuis. Daí o nome.

Como chegar ao Poço Azul:

O Poço Azul se localiza na cidade de Nova Redenção, que está mais próxima de Andaraí, a cerca de uma hora de carro. Mas também é possível fazer o passeio a partir de Mucugê. Demora aproximadamente 1h40m.

Saindo tanto de Andaraí quanto de Mucugê, basta pegar a BA-142 e, então, a BA-851 (que está bem esburacada, por sinal). Seguindo o GPS, não tem erro. São 8km de estrada de terra até a entrada do Poço Azul após o fim da parte asfaltada. Já de Lençóis, é necessário acessar primeiro a BR-242 e depois a BA-142. Finalmente, opte pela BA-851. Leva cerca de 1h20m de carro.

Preço:

Lá rola fazer flutuação com colete salva-vidas, máscara e snorkel. Todo o equipamento, aliás, está incluído no valor do ingresso, que custa R$ 30 e deve ser pago em dinheiro. O local fica aberto das 8h às 17h. Caso vá cedo, poderá reservar seu almoço. Eles oferecem bufê liberado por R$ 19,99 (valores em novembro de 2017). Também há uma lanchonete.

Em primeiro lugar, antes de entrar no Poço Azul, é preciso tomar uma chuveirada para remover impurezas do corpo e produtos dos cabelos, como condicionadores e cremes. Depois, é só deixar roupas e pertences na recepção e seguir apenas com roupas de banho e câmeras. O acesso se dá por uma escada estreita, que fica molhada. Então, toda atenção nessa hora para não escorregar. Ah, e a boa notícia: não há qualquer trilha. Ou seja, nada de cansaço. Programa bom para todas as idades, portanto.

Quando ir:

A experiência no Poço Azul é fantástica, sobretudo entre abril e setembro, quando os raios incidem mais diretamente, engrandecendo o espetáculo. Às vezes, o fenômeno – se é que se pode chamar assim – dura até outubro. Fui em novembro e já valeu a pena, como vocês podem perceber.

Dizem que por volta das 13h é o melhor horário. Eu cheguei às 16h. Foi bom, já que estava vazio. Aliás, se fizer a visita na alta temporada (abril a setembro) e em feriadões, informe-se com antecedência sobre o período mais adequado para ir. Assim, não enfrentará filas. Eis os contatos: (75) 99214-4376 / (75) 99161-5777 / (75) 99178-4947 / pocoazulcav@gmail.com.

É importante lembrar ainda que não se deve fazer movimentos bruscos dentro da água, para que os sedimentos não subam e atrapalhem a visibilidade. Dá para ficar lá por, no máximo, meia hora. Além disso, há um limite de pessoas por vez (cerca de dez). Para quem curte fotos, vale dizer que a equipe é muito simpática e se disponibiliza a fazer vários registros enquanto os visitantes se divertem. Dei até uma gorjeta no final porque o rapaz foi muito atencioso e garantiu imagens lindas.

*Passeio feito em novembro de 2017

Leia mais:

Conheça a Fazenda Pratinha, na Chapada Diamantina

Como é a trilha da Cachoeira da Fumacinha?

Como chegar à Cachoeira do Buracão

Tudo sobre a Cachoeira do Mosquito, na Chapada Diamantina

Pôr do sol no Morro do Pai Inácio

Poço AzulIMG-20171210-WA0004-01Poço Azul

Poço Azul
A tal fenda

5 Respostas

  1. Fiquei curiosa para ver fotos desta gruta por volta das 13h, mas parece que a tinham apenas para vocês! Me diga uma coisa: é muito complicado o acesso até o lago? Ir com criança é recomendado?

  2. Uau!! Fiquei apaixonada por esse post. Sonho há muito tempo em conhecer o Poço Azul! Fiquei feliz com o preço, achei justo. Valeu pelas dicas! 🙂

  3. Lindo mesmo!!! Acho que a gorjeta no final foi super justa, as fotos ficaram ótimas! Vc sabe se há limite de idade para entrar com crianças?!?!

  4. brunabarbosa277065278

    Nosso país tem mesmo lugares maravilhosos e temos que aproveitar! Guardei para quando conseguir visitar!

  5. Esse lugar é uma verdadeira tentaçãooooo… vai direitinho para a minha wish list 🙂

Deixe uma resposta