Por dentro do Parque Nacional do Iguaçu: conheça as belíssimas Cataratas

postado em: Brasil, Foz do Iguaçu | 2
Cataratas do Iguaçu
Cataratas do Iguaçu

Sempre morri de vontade de conhecer as Cataratas do Iguaçu e não me decepcionei. Jamais conseguirei descrever a sensação de chegar tão perto delas. A força e o volume da água impressionam. Bora valorizar as belezas naturais do Brasil, minha gente! 🙂

As Cataratas se localizam em Foz do Iguaçu, no Paraná. Partindo do Rio de Janeiro, são só duas horas de voo. O aeroporto da cidade fica a cerca de 15km de distância do Centro, onde se encontram os principais hotéis e todo o comércio. Quem quiser economizar pode pegar o ônibus da linha 120 (R$ 3,45) no próprio aeroporto e saltar no Terminal de Transporte Urbano Pedro Antônio de Nadai (Avenida Juscelino Kubitschek, 1.385). Há também a opção de transfer das agências de turismo. A Loumar Turismo, a mais famosa da cidade e com ótima estrutura, cobra R$ 50 por pessoa.

Para chegar ao Parque Nacional do Iguaçu e visitar as Cataratas, recomendo novamente utilizar o transporte público. O mesmo ônibus da linha 120 sai do terminal e leva até a porta do parque. A viagem dura uns 40 minutos. Os veículos costumam ficar bem cheios, então, se quiser conforto, escolha o transfer. Na Loumar, custa entre R$ 50 e R$ 70 por pessoa, ida e volta, dependendo do número de interessados. Ou opte pelo táxi. A corrida fica entre R$ 60 e R$ 70.

O ingresso do parque, que fica aberto das 9h às 17h, sai a R$ 36. Idosos e crianças de 2 a 11 anos pagam R$ 9. Procure chegar cedo porque o passeio é longo. Há vários totens com computadores para a compra do ticket na entrada e a operação neles é bem fácil. Portanto, evite as filas da bilheteria.

Depois dessa etapa, você pegará um ônibus do próprio parque que vai fazendo paradas (o ingresso inclui esse transporte). A primeira é a da Trilha do Poço Preto, de 9km, que pode ser percorrida a pé, de bike ou de carretinha. Como estava com minha mãe, acabei não conhecendo esse trecho, pois achei que seria cansativo demais para ela.

Então, segui no ônibus até chegar à segunda parada, Macuco Safari. Trata-se de um passeio em carrinho elétrico, seguido por trilha curta de aproximadamente dez minutos (quem quiser pode continuar no veículo) e aventura de barco pelo Rio Iguaçu até chegar às Cataratas. É simplesmente sensacional! O ingresso custa R$ 198 para adultos, com meia-entrada para idosos e crianças. É possível fazer só a parte terrestre por R$ 99.

Durante o trajeto em carrinho, aprecia-se a Mata Atlântica. Já a trilha leva à Cachoeira do Macuco, que é uma graça. Não rola tomar banho, é só uma passadinha. Por fim, o passeio de barco proporciona um mega banho nas Cataratas. É muito legal!

Leve uma muda de roupa para trocar depois. Rola deixar todos os pertences num armário antes de entrar na embarcação. E não compre capa de chuva, pois irá se molhar do mesmo jeito. Toda essa programação dura mais ou menos duas horas.

Quem tiver Go Pro ou celular à prova d’água vai garantir boas fotos. Adquiri a minha câmera recentemente e, sem experiência, acabei não conseguindo boas imagens no barco. Isso porque a lente ficou cheia de gotas d’água. A dica é passar uma camada bem fina de Hipoglós ou saliva (sem nojinho, pessoal! rs) para evitar isso. Os guias do passeio também fazem registros e vendem ao final do tour.

DCIM100GOPRO
Cachoeira do Macuco

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO
Macuco Safari

DCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO
Banhoooo

DCIM100GOPRO

Depois da aventura, retornei ao ônibus do parque para a terceira parada: finalmente, a Trilha das Cataratas. Todo o trajeto é lindo demais e muito bem sinalizado. A vista das Cataratas a partir do elevador panorâmico também é imperdível.

Leve bebidas e lanches na bolsa para não precisar gastar dinheiro. Rola almoçar por lá mesmo, no restaurante Porto Canoas, quem tem buffet liberado e vista para as Cataratas. Custa aproximadamente R$ 60 por pessoa. Ah, e em todas as paradas funcionam lojas de souvenir.

Por fim, não se desespere caso a previsão do tempo esteja desfavorável. Nem os dias nublados diminuem a beleza do local.

* Viagem realizada em dezembro de 2016

Veja também:

Foz do Iguaçu além das Cataratas: o que mais conhecer?

Hotéis em Foz do Iguaçu e opções de restaurantes

DCIM100GOPRODCIM100GOPRODCIM100GOPRODCIM100GOPRO

DCIM100GOPRO

 

 

2 Respostas

  1. […] para bem na porta, não tem erro. Depois, segue para o Parque Nacional do Iguaçu, onde ficam as Cataratas. Então, é uma mão na roda para aqueles que desejam economizar. O percurso dura de 40 a 50 […]

  2. […] do Bogari. Quem preferir algo mais luxuoso pode optar pelo Belmond Hotel Cataratas, dentro do Parque Nacional do Iguaçu. É uma mão na roda para quem quer se hospedar bem pertinho das Cataratas do Iguaçu para […]

Deixe uma resposta